Sinto muito

16 Dec

Somos loucos,
Somos cegos,
Somos surdos,
Estamos todos mortos.
Vocês não vêem que a criança morrendo na escada –  ensangüentada, molhada, estuprada –  a criança é você, sou eu, somos nós?
Estamos doentes,
Estamos malucos,
Estamos todos moribundos,
Estamos perdidos e aos montes.
Com fome e frio e medo do escuro.
Mas tudo é escuro,
Só existe a escuridão.
A um palmo do nosso próprio umbigo nada se vê.
Vocês não sentem a dor da mãe no chão da clínica ilegal de abordo e a dor da mão na nuca do negro, estraçalhado todo dia pelo seu eterno crime de ser?
Vivo ou morto, morto ou vivo. Sempre morto.
A mãe não é você.
O negro não é seu.
O refugiado não existe.
Nós somos a negação da vida.
E negar a vida é morrer.
Vocês não sentem?
Eu sinto
Eu sinto
Eu sinto
Eu sinto
Eu sinto
Muito.

Rani Ghazzaoui

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: