O depois

18 Aug

Me olhava de canto como quem nada queria, e fazia frio ali dentro, de mim.
Me olhava de cima a baixo, como quem abaixa e finge que não viu o que abaixou pra ver passar, fui eu.

Me olhava com cara de fome, a boca salivando com dentes prontos pra devorar, a minha.
Me olhava com desespero, mas acho que era mais vontade, e queria que eu pulsasse em sua direção, mansinha.

Me olhava, todo dia.

Me olhava, me despia.

Pela rua sozinha andei por dias, e eu sei que você me via.
Agora ainda me olhava, só que já vazia.

Rani Ghazzaoui

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: