O amor dos desencantados

17 Jul

Fui abrir o pouco de mim que estava guardado. Procurei inspiração no meu caderno antigo. Vi tantos rostos que não conheço mais, tantas palavras que quase nem acredito que fui eu quem pensei. Procurei inspiração e graça – aquela que eu perdi quando cresci e deixei de acreditar em tantos amores perfeitos, amores platônicos, amores só meus. Minha menina de 14 anos, que sentava no pátio da escola na hora do recreio e desenhava o amor em volta da cabeça cortada na foto tirada de longe do menino mais bonito da escola que nem sabia que ela existia, morreu. A gente cresce e o amor deixa de ser fantasia. A gente cresce e as pessoas deixam de ser mágicas.

O mundo segue com as meninas que ainda acreditam, e com todas as meninas que cresceram demais para acreditar em príncipe encantado. Ser adulto é ser fechado.

Rani Ghazzaoui

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: