13/09/2007

27 Nov

procuramos a felicidade desde sempre,
como se o cume não fosse chegar.
somos persistentes, insistentes,
até chatos com essa história de cara-metade.
buscamos no outro o que não somos sozinhos.
buscamos a perfeição que não temos.
buscamos nos completar dos nossos vazios.
a vida passa pela gente esperando o momento,
o pequeno momento,
em que as alegrias transbordam e tudo é gozo.
só que não nos damos conta – perceba -,
que o medo de chegar ao final da vida é tão grande,
mas tão enorme,
que os olhos naturalemnte se fecham,
os defeitos naturalmente se sobrepõem,
ninguém nunca é perfeito.
e a humanidade continua no gerúndio:
sempre sozinho, sempre procurando.

Rani Ghazzaoui

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: